O Mundo Do Turismo Sexual Infantil

México, Brasil, Colômbia, Peru, Tailândia, Vietnã e Camboja são alguns dos destinos turísticos mais conhecidos do planeta. Também os países mais afetados na suja pandemia da prostituição de menores, de acordo com um mapa levado a cabo na Unicef. De acordo com esses estudos, a maioria dos turistas que recorrem à prostituição infantil, o executam de forma ocasional.

Não são pedófilos, não irão expressamente em procura desses corpos-de-infância. Como se isto fosse um atenuante da barbárie. “Simplesmente estão com disponibilidade destas criancinhas e se aproveitam disso”, diz Selma Fernandes, responsável pelo Programa de Prevenção da Exploração sexual Comercial Infantil da rede Ecpat International. A Unicef, que vela pelos direitos de moças e adolescentes em todo o mundo, calcula-se que 1,8 milhões de meninas são vítimas da prostituição infantil. Embora existem números parecidos, se desconhece o realista alcance e meio ambiente nesse aberrante fenômeno sexual em consequência a que é um problema muito custoso de solucionar.

Primeiro, visto que os países em circunstância o escondem, em vista disso, não há estatísticas oficiais. Considerar a dúvida como uma circunstância totalmente ilegal é também muito complexo de gerir. Por alarmante que nos seja, em novas culturas o tráfico de menores não é reconhecido como um “problema”. É o caso da capital de Camboja -por mencionar uma de tantas cidades, onde os maiores promovem este ofertas de seus adolescentes em troca de dólares. Nem eu invento nem sequer faz fata que eu conte a ninguém, pude vê-lo com meus próprios olhos.

Fiquei umas horas em Phnom Penh. “Nós desejamos dólares, o que eles querem para as nossas crianças. Trato feito,” citou-me um lugar. Eu marche no próximo ônibus. De onde vêm estes homens brancos que irão agarrados a mão na beira do rio?

Estados unidos, Europa e Canadá são os países onde mais cidadãos vêm pra usufruir-se da permissividade dos países asiáticos e latinos, e sondar a vulnerabilidade dos pequenos. O cerne da pergunta, nestes países, a maioria da população vive abaixo do limiar da pobreza, são miseráveis e muito deles analfabetos. Ser miserável é uma merda.

Em países bem e com panoramas desse calibre é muito descomplicado e barato adquirir os favores sexuais de gurias, bem como o consentimento de muitos pais. Roupas e alimentos são facilmente trocados por acariciar, sexo oral ou sexo com penetração. Outros países asiáticos tomam Tailândia como um estado de referência e imitam esta permissividade para o tráfico de meninas e prostituição infantil. As vizinhas Vietnã e Camboja aproveitam as conquistas da turisticamente vantajosa na Tailândia, pra tomar o teu local nessa repugnante prática.

eu Sempre acreditei que esses crimes são de consideração, e castigados sem piedade alguma, faltaria mais. Também há que sensibilizar a população, as nossas e as dos países de destino, que nem se prostituye nem se consome as garotas, perante nenhum conceito.

  • Escócia (Reino Unido)
  • Rádio Gorbea
  • um O líder dos Tubanianos; Amigo e Pelusita
  • quatro Etapa quatro
  • Ulan Bator (Hotel Chinggis Khaan)
  • Save Our Planet, MacEachern, Dell, 1990

Mas um pouco mais do que para aliviar os sintomas deste mal endêmico servirão essas ações se não se diminui a raiz da dificuldade. Há que destinar-se direto ao ponto, para aparecer ao assunto do câncer e pôr término: miséria e desespero para sobreviver.

Realmente esta circunstância, o que não acho muito provável, me enche de fascínio. O Que os grafites foram obra dos monges jerónimos ou agostinianos de Santa Catarina! Seja ou não verdade, instaura um elo essencialmente atraente entre os dois enclaves, que todo guia de turismo tem que incluir.

Eu, ao menos, o comentaré quando visitar o ambiente e me toque explicar. Uma explicação mais apropriada seria meditar que, famosos os “achados”, durante as escavações de 2007, em que tenho entendido participavam infinidade de adolescentes, portugueses e estrangeiros, alguns brincalhões tivessem adicionado por tua conta outros “grafites”. Que os detectar, ou não, Eliseu Gil ou tua equipe, é outra história e responsabilidade. Insisto em conduzir estes comentários para a página de conversa Alice. Ainda não o conheço muito, não me cabe que Eliseu tenha mantido a falsidade dos achados consciente.