↑ Latchman, David S (2019)

A cardiotrofina-um (CT-1) é uma nk. É um fator hipertrófica cardíaca de 21.Cinco kDa e uma proteína associado da superfamília de citocinas e da subfamília das interleucinas IL-6. A CT-1 faz com que a maioria de seus efeitos através do receptor de LIF (Leukemia Inhibitory Factor).

As células responsáveis pela sinopse são, principlamente, os osteoblastos, entretanto assim como os fibroblastos, e produz efeitos cardioprotectores e hipertróficos. A CT-1 humana e de rato se ligam ao receptor do fator inibitório de leucemia em ambas as linhas de células, em tão alto grau humanas como mouse, indicando uma falta de especificidade de espécie.

São descritos dois maneiras produzidas por “splicing” (equipamento de corte e junção) facultativo. A criação 1, exibido abaixo, foi escolhida como a sequência “canônica”. A seqüência de ligação 2 difere da canônica na carência do amioácido 9 (E – ácido glutâmico).

As ações biológicas induzidas pelas citocinas da família IL-seis são mediadas por receptores (formados por imensas subunidades) da superfície da célula que compartilham uma subunidade sinal comum, gp130 (glicoproteína 130, proteína transmembrana). As subunidades de receptores são membros da família de receptores de citocinas/hormônios de progresso, que conservaram os resíduos de cisteína e triptofano no domínio extracelular e que señalizan por meio da seqüência sinalizadora Jak/STAT.

  • meio da manhã: iogurte desnatado e nozes
  • Benefícios psicológicos de fazer desporto
  • 4 Alimentos baixos em gordura
  • 7 Motor a gasolina SKYACTIV-X
  • 1 Antecedentes históricos
  • Alimentos de pequeno ou livres de gordura

A CT-1, LIF, OSM, e CNTF induzem a heterodimerización de gp130 e ao receptor LIF de 190kDa, e, pelo inverso, IL-seis e IL-onze induzem a homodimerización de gp130. Em conexão à suporte, acredita-se que as citocinas IL-6 podem ter estruturas proteicas parecidos com 4 hélices alfa. A localização no cromossomo humano do gene que codifica para o CT-1 foi feita pela hibridização in situ fluorescente (FISH). “Rabo de PEIXE” foi realizada com cromossomos metafásicos de linfócitos humanos, sendo que, em contraste com o iodeto de propidio e 4,6-diamidin-2-fenilindol-dihidroclorido. O nome nesse gene é CTF-1, no tempo em que que, CT-1 é a proteína. Foram localizados dois pontos indicativos da presença de CT-1 no braço curto do cromossomo 16, somente acima do centrómero.

O gene humano CT-1 está localizado no 16P 11.1 – 16P 11.Dois e não está vinculado a outros participantes da família das citocinas IL-6. A região codificadora de CT-um está contida em 3 éxons. Investigou-Se a CT-um de mouse, muito aproximado à humana, e se demonstrou que contém seqüências de consenso, como, como por exemplo, encontramos pro SP-1, CRE, NF-IL6, AP-1, AP-2 e GATA .

Os pesquisadores chegaram ao ponto de demonstrar que o fator um inducible de hipóxia (FORAM-1) aumenta a frase de CT-1. Isso significa uma superior e melhor sobrevivência de osteoblastos pela resposta isquêmica. Esses pesquisadores se concentraram por esse caminho, visto que houve um momento em que foi proposta a CT-1, como cautela da lesão isquémica cardíaca. Condições de hipoxia de sessenta minutos, também se descobriu que regem de forma positiva a frase de Mrna da molécula CT-1 em osteoblastos do cultivo que mencionamos em um momento anterior.